Carregando Post...

Gestão de garagens: qual a importância e para que serve?

Um restaurante de luxo dificilmente permitirá que você estacione onde quiser o seu veículo; pelo contrário, haverá uma gestão organizada da garagem e provavelmente serviço de valet para recepcionar os clientes. Na verdade, qualquer estabelecimento que priorize o conforto do consumidor investirá para se tornar destaque em sua área. Hoje, o empreendedor compreende o valor que é agregado ao seu negócio ao oferecer exclusividade e, principalmente, tratar o cliente de forma requintada.

Por que não utilizar essa estratégia para beneficiar o seu negócio e, além disso, aumentar a percepção de valor que os seus clientes possuem do seu estabelecimento? Neste artigo, a Olimpark elaborou um conteúdo objetivo para esclarecer a importância da gestão de garagens e como ela pode ser executada.

Se tiver qualquer dúvida, é só nos consultar. Nós temos a solução perfeita para incrementar o seu negócio! Afinal, qual a importância e para que serve a gestão de garagens? Continue lendo.

 

Qual a importância da gestão de garagens? E para que serve?

O serviço de gestão de garagens não é indicado somente para empresas e estabelecimentos. Podemos afirmar que onde há estacionamento e veículos, é necessário que exista uma figura que gerencie o espaço a fim de melhorar a organização e evitar possíveis dores de cabeça. Garagens de condomínio, por exemplo, são lugares em que os estacionamentos são conhecidos pelos diversos conflitos gerados entre os moradores. O que, provavelmente, acontece por conta de uma má gestão dos espaços demarcados.

Logo, a gestão de garagem se mostra também como um processo fundamental para preservar a harmonia. Gerenciar um estacionamento parece uma tarefa fácil, porém existem inúmeros detalhes que podem passar despercebidos. E estes são responsáveis pelos problemas que acontecem. Separamos alguns tópicos para auxiliar você neste processo, dá uma olhada abaixo:

 

Velocidade controlada

Infrações de trânsito são cometidas com regularidade dentro de estacionamentos. O que os condutores não sabem é que a legislação de trânsito também vale para condomínios. Por algum motivo, ao entrar em um estacionamento, grande parte das pessoas tendem a achar que as leis de trânsito não podem ser aplicadas e, por isso, dirigem motocicletas sem utilizar capacetes, excedem a velocidade, estacionam de forma irregular por pensar que não fará diferença.

Entretanto, sim, o Código Brasileiro de Trânsito (CBT) se aplica em todos os lugares. E segundo  CBT, a velocidade máxima em vias urbanas é divida em quatro itens: 30km/h em vias locais, 40km/h em vias coletoras, 60km/h em vias arteriais e 80mh/h em vias expressas. A velocidade dentro de estacionamentos deve ser preservada até 30km/h. Exceder a velocidade e infringir outras leis de trânsito, mesmo em lugares que normalmente apresentam pouco fluxo de veículos, são atitudes que podem resultar em acidentes.

 

Uso de tecnologia

A tecnologia permitiu o avanço nítido no setor de estacionamentos. Economiza tempo e garante maior segurança.  Câmeras de vigilância, cancelas de entrada e saída, equipamentos de automação e até dispositivos presos no teto da estrutura para identificar se a vaga está livre ou ocupada por algum veículo.

A identificação do motorista que entra no estabelecimento é algo simples e rápido de fazer. A tecnologia permite a redução de fraudes, otimiza a atuação dos colaboradores na gestão e  gera mais dados a respeito da entrada, saída e tempo de permanência dos consumidores.  É, de longe, uma grande aliada à gestão de garagens e deve ser utilizada quando possível.

 

Respeitar as demarcações

Não é raro se deparar com pessoas estacionando indevidamente em vagas reservadas para idosos ou deficientes físicos, o que pode gerar uma autuação de R$ 293,47, além da inclusão de sete pontos no prontuário da CNH pela infração gravíssima. A gestão de garagem permite que isso seja fiscalizado de forma que proteja o direito da população que se enquadre em estacionar em vagas exclusivas e autue o motorista irregular.

O respeito às demarcações vai além, as dimensões a serem utilizadas são as seguintes: largura da faixa deve conter 10 cm, comprimento da faixa até 5 m e distância entre as faixas de 2,5 m.

E, por mais que as dimensões sejam obrigatórias, com frequência vemos pessoas que não respeitam as faixas e estacionam de qualquer forma, sem se importar com a demarcação que será utilizada por outro condutor ao lado.

 

Garagem é lugar de carro

Criança, não! Somente quando acompanhada rigorosamente do responsável. Todos os pedestres devem ter sua segurança preservada.

A rede Olimpark possui expertise em gestão de garagens e fornece tecnologia de ponta no estacionamento de seus clientes. Nós garantimos soluções especiais para cada empreendimento, sempre atuando com segurança e profissionalismo. Além disso, todos os veículos são guardados com garantia de seguro.

Investir em estacionamento é permitir que o estabelecimento fature mais e cresça sua rede de clientes. Clique aqui para falar conosco agora!

Ah, e se tiver mais alguma dúvida em relação a como investir no estacionamento do seu estabelecimento fará você lucrar mais, é só conferir este artigo aqui que criamos.